Marketing x Pessoas

publicidade-comunicacao-marketing-lettera

O marketing apresenta ferramentas para comunicar um produto ou serviço da melhor forma, exaltando seus principais benefícios e diferenciais em relação à concorrência.

E hoje, o que são estes benefícios e diferenciais?

A distância entre produto, serviço e pessoas diminui cada vez mais, ou seja, para comunicar um produto ou serviço, este precisa ser humanizado.

Ao atribuir o caráter humano à um produto ou serviço, você estabelece com o público a identificação. A escolha por uma marca e não à outra, está cada vez mais ligada à condição humana em sua totalidade: crenças, valores e experiências de vida.

Qual o produto ou serviço? Como ele é fabricado? Com o que ele é fabricado? Quem fabrica? Que trabalho social ele executa? Sua atitude é responsável em relação ao meio ambiente? Qual sua postura com seus colaboradores? É uma empresa ética e honesta? Quais os seus valores?

Agregar valor ao negócio por meio de ações direcionadas e atribuir conceito à comunicação são ferramentas indispensáveis para ser parte da memória do público. A única forma de transformar-se em “case” de sucesso é estabelecendo relacionamento com este público. Com a construção deste composto de ideias, é possível acessar, além da necessidade ou desejo, que podem ser imediatistas, o coração. Desta forma, a escolha transforma-se em fidelidade.

As empresas são feitas de pessoas. Devemos entender o produto ou serviço como uma extensão destes seres humanos. Esta extensão é um sonho compartilhado, que viraliza, mas que traz em sua essência a sustentabilidade. As pessoas não querem adquirir um produto ou serviço, querem fazer parte de um grupo ideológico, que está alinhado à sua forma de ver o mundo e o futuro.

 

Comentários


Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>